Namoro transexual

Bate-papo aqui: Trans, França. Mais de 485 milhões de pessoas estão aqui: Trans. Faça novos amigos aqui: Trans no Badoo hoje! Trans4date é o melhor site de namoro trans para encontrar a pessoa dos seus sonhos. Ao contrário de muitos sites de namoro trans, temos milhares de membros reais. Não importa se você é transexual com alguém que esteja namorando ou alguém que esteja procurando alguém que seja trans. Temos o que você está procurando. Estou namorando uma trans a 6 meses. Na verdade foi ela quem me pediu em namoro depois de uns encontros casuais. Só tenho a dizer que foi uma das melhores atitudes que tomei na vida, assumi ela para família e amigos. O MyTranssexualDate é o primeiro site decente de encontros para mulheres transexuais. Feito com amor, por um casal original de trans.My Transsexual Date é da propriedade e gerido por Building Bridges Limited, Hong Kong Namoro de Qualidade para Trans. Trans4date é um Website Gratuito e Aplicativo voltado para mulheres TransDo mundo inteiro. Nossa principal missão é fornecer serviços de qualidade, onde os transexuais têm acesso a um site de namoro sério, deixando de lado a imagem atual refletida pela sociedade. Um novo aplicativo de namoro, denominado Transdr, está sendo lançado exclusivamente para pessoas transgênero em países de língua inglesa. Saiba qual a ideia do aplicativo de namoro para pessoas transgênero e sua repercussão na web. Tempo estimado de leitura: 4 minutos. iG - iGay A partir do momento em que dei início às minhas vivências sexuais/amorosas após a transição de gênero e me tornei travesti, deparei-me com o seguinte questionamento: se eu namoro com você, eu sou o que? Quando se permeia o universo restrito do debate de gênero e sexualidade, é facinho responder esse questionamento. Mas, e se o indivíduo não sabe nada mais que “eu gosto de travesti. Como Namorar uma Pessoa Transgênero. Em grande parte, namorar uma pessoa transgênero é como namorar qualquer outra. No entanto, se você for cisgênero (não transgênero) e é a sua primeira vez namorando alguém trans, é importante saber de... Mulheres trans aprendem a se sentir gratas por qualquer migalha de afeto. Em minha vida amorosa, já fui relegada a um papel de professora e terapeuta – e muitas vezes temi pela minha segurança. Antes de começar a falar da minha experiência namorando uma mulher trans, acho que vale fazer um resumo de quem eu sou para dar uma ideia de onde vem meu ponto de vista. Eu sou ucraniano ...

Babaca por não sentir o mesmo?

2020.06.21 19:46 Myhuuse123 Babaca por não sentir o mesmo?

Ola Luba, chat, editors, seres humanos, animais, plantas, aliens e falecidos papelões
*Isso aconteceu antes da pandemia começar, mas até hoje fica a me assombrar.
É longo, então se prepara!
Lá vai: Conheci um cara na facul, chamaremos de Flars, e ele era muito dahora. Nos tornamos melhores amigos, nos consideramos irmãos, pois somos muito unidos. Flars é gay, tanto que já tem um namorado com quem mora junto. Acontece que Flars sofre muito de depressão e bipolaridade, resultado de rejeição da família de muito conservadora. Eu tento ajudar ele ao máximo para ele se sentir melhor. Já ajudei ele a encontrar um apartamento para eles morar; passei noites em claro no telefone conversando com ele quando se sentia depressivo; convidei ele pra minha casa e cozinhei no aniversário dele. Cuidei dele e amava ele como um irmão.
Até que ele começou a brigar muito com o namorado (já noivos), pois ele era muito quieto e não dava muito apoio, resultando numa separação. Eles ainda moram juntos, mas fica aquele climão.
Daí começa o caso: Ele gosta de homens, e desde que nos tornamos BFFs, eu sentia que ele tinha uma quedinha por mim e que queria ficar comigo. Sou bi, então não teria problemas para namorar um homem, e isso aumentou as esperanças dele.
Foi então que eu neguei o pedido de namoro dele, dizendo que apesar de ser bi, não tinha atração por ele, pois não sentia o mesmo. Disso ele se decepcionou comigo, me xingou e me chamou de transfóbico (P.S Ele é um homem transsexual)
Lembrando! Eu não tenho nada contra quem é transexual e eu tento dar o meu total apoio para quem é. Ajudei ele a encontrar um apartamento, dei suporte emocional e psicológico, e sempre tratei ele como irmão, e mesmo depois dessa briga, ainda me preocupo com ele. Não como namorado, mas como irmão.
Fui babaca por rejeitar seu pedido de namoro?
submitted by Myhuuse123 to TurmaFeira [link] [comments]


2020.06.06 04:03 Myhuuse123 Sou babaca por rejeitar meu amigo?

Ola Luba, chat, seres humanos, animais, plantas e falecidos papeloes.
Essa é uma história meio polêmica, mas queria contar e saber se o que fiz foi certo ou não. Eu só estava tentando ser racional.
*Isso aconteceu antes da pandemia começar, mas até hoje fica a me assombrar.
É longo, então se prepara!
Lá vai: Conheci um cara na facul, chamaremos de Flars, e ele era muito dahora. Nos tornamos melhores amigos, quase nos considerando irmãos, pois eram os muito unidos. Flars é um homem transexual que gosta de homens, tanto que já tem um namorado com quem mora junto. Acontece que Flars sofre muito de depressão e bipolaridade, resultado de rejeição da família que é muito conservadora. Eu mesmo tento ajudar ele de todas as maneiras possíveis para ele se sentir melhor e não ficar mal. Já ajudei ele a encontrar um apartamento para ele morar; passei noites em claro no telefone conversando com ele quando se sentia depressivo; convidei ele pra minha casa e cozinhei para o aniversário dele. Cuidei dele e amava ele como um irmão.
Recentemente ele começou a brigar muito com o namorado (já estavam noivos), pois ele era muito quieto e não dava muito apoio, o que terminou em um separação. Eles ainda moram juntos, mas fica aquele climão.
Daí começa a tal polêmica: Ele gosta de homens, e desde que nos tornamos BFFs, eu sentia que ele tinha uma quedinha por mim e que queria ficar comigo. Sou bi, então não teria problemas para namorar um homem. E foi assim que ele sabia que teria alguma chance comigo.
Foi então que eu neguei o pedido de namoro dele, dizendo que apesar de ser bi, não tenho atração para quem é trans. Disso ele se decepcionou comigo e me acusou de ser transfóbico, ficando irritado comigo.
Ressaltando! Eu não tenho nada contra quem é transexual e eu tento dar o meu total apoio para quem é. Eu ajudei ele a encontrar um apartamento, dei suporte emocional e psicólogico à ele, e sempre tratei ele como irmão, e mesmo depois de discutido com ele, ainda me preocupo com ele. Não como namorado, mas como irmão.
Fui babaca por rejeitar seu pedido de namoro?
View Poll
submitted by Myhuuse123 to TurmaFeira [link] [comments]


2020.03.13 11:32 corounavairus História de um fim de namoro

Olá pessoas, é o seguinte:
Comecei a namorar muito cedo, com meus 14 anos, e esse relacionamento se estendeu até os meus 21 anos. Passei essa fase de descoberta e amadurecimento todo ao lado dessa pessoa em específico, tivemos nossos bons momentos mas também foi um relacionamento muito abusivo. Ela era muito insegura e projetava as inseguranças em mim, me privava de ter amigos, e como resposta, fazia o mesmo com ela. Até que no final de 2018, fui até a casa dela a ajudar, pois ela tinha depressão e estava muito mal, morava sozinha e tudo mais, então fui dar uma força (na verdade, a casa dela parecia um chernobyl de sujeira, ela tinha um problema na mão o qual ela não resolvia, oferecia ajuda mas ela não aceitava, creio eu que usava isso como válvula de escape para dizer que não fazia nada por conta do problema na mão), sentei pra conversar com ela, perguntei o que estava afligindo ela, pois ela nunca teve problemas com nada a ponto de ser um gatilho para desenvolver uma depressão, logo, eu não entendia bem o porquê dela ficar mal, e sempre projetei que a culpa fosse minha, então nesse dia perguntei se ela era transexual, não sei porquê, mas isso veio em mente, por conta de alguns mínimos sinais, e ela respondeu um "talvez" com jeito de sim. Naquele momento tudo que eu não tinha entendido fez sentido, agora eu entendia o porquê dela sofrer tanto.
Meu mundo caiu naquele momento, não por conta dela ser transexual, pois finalmente percebi o porquê dela sofrer tanto e fiquei triste por isso, mas por conta de quê aquele foi um momento em que a pessoa que até então conhecia morreria. Doeu demais, foi como um luto, escutei até de amigos de que eu não tinha o direito de sofrer pois quem estava sofrendo de verdade era ela. Sentia que não podia sofrer pois isso faria de mim uma pessoa transfóbica. Então fui forte, apesar de ter passado uns dois meses chorando e fiz o que pude pra apoiar minha namorada. Quando ela finalmente resolveu começar os tratamentos hormonais, ela terminou comigo. O dia do término foi uns dos dias mais sofridos pra mim, era final de semestre da faculdade e eu estava passando muito mal, tenho problemas desde a infância com depressão e ansiedade, e só estava aguentando passar por várias coisas turbulentas na minha vida pois iria a um show de uma banda que amo muito em São Paulo, o dia do show foi muito feliz pra mim, sinceramente, fazia tempo que não me sentia bem daquela forma. Logo após o show liguei pra ela pra contar tudo, estava muito feliz, e ela atendeu com uma voz triste e não deu a mínima e falou que tava ocupada. Voltei pra minha cidade no dia seguinte, logo após ter saído do aeroporto ela disse que iria para minha casa, pensei que queria me ver, ela chegou com uma cara muito fechada, e eu estava super animada contando tudo e mostrando fotos e vídeos e ela aparentemente nem aí. Ela pediu pra conversar e terminou comigo. Aquilo me destruiu. Toda a felicidade que vivi naquele show foi embora. Enquanto estávamos sentadas num banquinho que sempre a chamava pra ficar e admirar a vista e relaxar, eu escrevi em dois papeis, como se fosse um decreto que nosso namoro havia terminado, e com um batom, coloquei nossas digitais ali, logo após, rasguei o meu e falei pra ela que esperava que um dia ela rasgasse o dela também. Pois eu a amava muito e não queria isso para a gente.
Bom, ela começou a fazer o tratamento hormonal e começou a se envolver com uma menina que eu já suspeitava durante nosso namoro, sinto que ela terminou comigo pois queria ficar com esta menina sem culpa, porém, a menina se dizia bi, mas na verdade, a menina não a via como menina. Minha ex é uma mulher trans, logo esta menina a enxergava como homem. Ela percebeu isso e um tempo depois voltou a falar comigo, falava que sentia saudade, e a gente se reaproximou.
Bom, resolvemos viajar, eu, ela e mais dois amigos, foi uma viagem horrível, me sentia totalmente excluída, mas acabamos nos aproximando, dormimos na mesma barraca e tudo mais e acabamos transando. Era no meio do mato, então eu estava indo tomar banho de noite, mas meu celular tinha descarregado e n tinha como colocar pra carregar, então pedi o da minha ex emprestado. Só queria a lanterna. Porém ela me deu o celular destravado, e tomei minha pior decisão: olhar a conversa dela com esta menina. Li coisas horríveis que ela disse de mim para esta menina, a menina pedia pra ela passar meu número para me xingar, falava que eu ter sido estuprada era mentira, troca de fotos das duas e coisas assim, não consegui ler muita coisa. Eu só consegui devolver o celular dela com esta conversa aberta e sair correndo no meio do mato. Tomei uma bela de uma queda no meio do escuro e por ali fiquei, chorando. Ela me pediu mil desculpas mas me senti a pior pessoa do universo, e pra falar a verdade até hoje me sinto.
Então, a gente tentou fazer o relacionamento funcionar de novo, ela passou os três meses seguintes na minha casa, porém ela não ajudava em nada, e passava o dia todo deitada lendo webtoon, coisas sobre RPG e assistindo JoJo. Ela dizia que eu não superar este lance dela com a menina estava destruindo a gente, e então eu resolvi me calar e aguentar isso. Mas o peso dela não fazer nada por nós e por ela, e tudo isso me fez pedir pra que ela voltasse pra casa da vó, pois estava no fim do meu semestre e precisava de foco e de tempo para mim. Nesse mesmo momento, uma amiga em comum nossa falou para eu baixar o Tinder, nunca havia utilizado, ela falou que era um bom local para fazer amizades, eu tinha comentado com ela que estava triste pois me sentia isolada. Então baixei aquilo, usava o Tinder ao lado da minha ex, mostrando todas as descrições engraçadas que via. Então ela resolveu baixar também, e bom, logo em seguida ela voltou pra casa da vó.
Então ela mal falava comigo no whatsapp, apesar de passar 100% online. Me tratava bem seco. Eu tinha a chamado para sair e ela negou o convite, tinha planejado pedir ela em namoro oficialmente, e ela sabia disso, e negou. No outro dia perguntei se ela queria terminar comigo, e ela disse que sim, e terminou por whatsapp. Disse que estava sendo algo muito destrutivo. Fiquei muito mal, tentei me matar, pois logo quando nos reaproximamos perguntei se ela realmente queria isso, pois da outra vez que ela terminou comigo, perdi todo meu semestre por causa disso e falei que a faculdade era algo muito importante pra mim para me deixar abalar novamente e fuder tudo de novo. E ela prometeu que queria estar comigo.
Então ela terminou, e continuou falando comigo. Pedi para que nos bloqueássemos porque se não eu não conseguiria a superar, marcamos de nos encontrar um mês depois para conversar. Porém o que aconteceu é que ela se aproximou de uma menina que a minha ''amiga'' que falou para eu baixar o tinder apresentou para ela. (Detalhe: Quando terminei meu namoro, contei para esta amiga que estava muito mal e que queria morrer, ela brigou comigo e falou que eu tinha que me tratar, e que não iria falar mais comigo por um tempo, isto também me magoou demais) 15 dias depois do nosso término, ela já estava namorando outra pessoa. Me bloqueou de absolutamente tudo e disse que não queria falar comigo nunca mais. Sinto que nossos amigos em comum passaram a me tratar diferente também, sinto que me julguem, como se eu tivesse sido transfóbica, ou sei lá, feito algo de ruim pra minha ex, não sei o que ela pode ter dito sobre mim. Não tenho amigos, os que dizia ser meus, na verdade sempre foram dela, só tinha proximidade pois éramos namoradas. Estou completamente sozinha. Me dediquei tanto a este namoro, abri mão de muita coisa, inclusive dos meus estudos, e agora estou aqui, sofrendo. Me sinto um lixo por não superar isso, eu sinto muita falta dela e ainda a amo, ela agora trabalha, tem se virado na vida. Mudou de atitude. Gostaria que ela tivesse feito isso comigo, pensava em ter uma casa com ela, uma família, e lutava por isso, mas a vida é assim, quase nada sai como planejado. É isso aí.
Desculpem meu texto longo.
submitted by corounavairus to desabafos [link] [comments]


COMO FOI DORMIR COM UM HOMEM TRANSEXUAL Namoro trans lésbico feat. Luana e Camila - YouTube Desabafo, realidade e Relacionamento com transexual .. Como é ter uma namorada trans COMO NAMORAR UMA PESSOA TRANS COMO É NAMORAR UMA PESSOA TRANS? COMO É NAMORAR UMA TRANS!? - YouTube Uma menina Trans - Pessoas Trans/Pessoas Cis - YouTube 'A sua namorada é uma transexual', revela irmã - Você na ... 10 DICAS DE RELACIONAMENTO TRANS I PRINCESS ONLINE Mulher confessa que é transexual e namorado ouve tudo ...

O homem “mente aberta” namora com mulheres trans/travestis ...

  1. COMO FOI DORMIR COM UM HOMEM TRANSEXUAL
  2. Namoro trans lésbico feat. Luana e Camila - YouTube
  3. Desabafo, realidade e Relacionamento com transexual .. Como é ter uma namorada trans
  4. COMO NAMORAR UMA PESSOA TRANS
  5. COMO É NAMORAR UMA PESSOA TRANS?
  6. COMO É NAMORAR UMA TRANS!? - YouTube
  7. Uma menina Trans - Pessoas Trans/Pessoas Cis - YouTube
  8. 'A sua namorada é uma transexual', revela irmã - Você na ...
  9. 10 DICAS DE RELACIONAMENTO TRANS I PRINCESS ONLINE
  10. Mulher confessa que é transexual e namorado ouve tudo ...

nÃo clique aqui!!!! https://bit.ly/2vez2bi sejam bem vindos! como É namorar uma mulher trans? descubram! aproveitem deixem aquele like e compartilhem o vÍdeo... Oi meus amores! Fiz este video a todos aqueles e aquelas que me pedem sempre pra falar dos assuntos do coração , se vc gostou deve aqui seu comentário e me digam se gostariam de mais videos ... Desabafo, realidade e Relacionamento com transexual .. Como é ter uma namorada trans - Duration: 16:17. Maria livia Antunes 55,618 views Até poderia ser um bate papo trans, mas a história da Luana e da Camila merecia uma entrevista, vamos entender e desmistificar a vivencia de uma mulher trans... Você na TV 21/03/2014 No quadro 'Confessionário', a mulher contou que ela é transexual e namorado ficou revoltado. 'O que torna ela mulher, é o que ela tem por dentro', diz namora... Fala gente... Como estão as coisas por aí? Com esse vídeo eu queria explicar o que são pessoas Trans, Pessoas Cis e outras dúvidas.... Tentei fazer um vídeo ... Será que estou namorando um homem transexual? COMPRE SEU INGRESSO PARA MINHA PEÇA NA PRÉ VENDA! São Paulo 01/10 - https://www.ingressorapido.com.br/venda/?i... Eu namoro um homem trans - Duration: 16:14. Tudo Nada A Ver 22,639 views. 16:14. 10 DICAS DE RELACIONAMENTO TRANS I PRINCESS ONLINE - Duration: 12:24. Náthalie de Oliveira 16,642 views. Desabafo, realidade e Relacionamento com transexual .. Como é ter uma namorada trans